quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Primeiro passo, a AGENDA

Qualquer pessoa que pretenda ser organizada e ter seu tempo e sua vida sob controle precisa indiscutivelmente de uma agenda.
Quando nos referimos à agenda, não estamos falando apenas de um lugar para anotar seus compromissos e registrar os telefones de seus contatos. A agenda é muito mais que isto.
Ela pode ajudar você em muitas coisas:
1. Lembrar-se de tarefas futuras.
2. Anotar compromissos.
3. Escrever listas de coisas a fazer.
4. Planejar sua semana.
5. Planejar seu dia.
6. Anotar prazos importantes.
7. Controlar tarefas com prazos determinados.
8. Registrar idéias e acompanhar projetos.
9. Lembrar-se de eventos recorrentes como datas especiais e aniversários, compromissos semanais ou mensais, etc.
10. Registrar e guardar números de telefone e endereços.
11. Armazenar informações pessoais como números de documentos, contas bancárias, códigos, senhas, etc.
13. Organizar atividades com base em suas metas e objetivos.
Enfim, tudo aquilo que possa ser importante para que você tenha seu tempo e sua vida sob controle.
Claro que existem outros fatores que podem influenciar na sua organização, mas a agenda é a ferramenta mais importante que você tem à sua disposição.
Lembre-se que a informação e o conhecimento só têm valor quando podem ser resgatados de forma rápida e segura, na hora que você precisa. Quer um exemplo simples? De que adianta você conhecer várias pessoas influentes, que poderiam ajudá-lo numa situação de emergência, se não tiver seus telefones ou não souber como encontrá-las no momento que precisar?
Confiar apenas na memória é o maior erro que podemos cometer no que diz respeito a se organizar.
Na verdade, as pessoas deveriam se esquecer de lembrar das coisas. Isto pode soar um pouco estranho, mas o ritmo de trabalho e a quantidade de informações que temos que processar nos dias de hoje, fazem com que seja impraticável utilizarmos a técnica da memória para administrarmos nossa vida.
Quando perguntavam a Albert Einstein porque ele não lembrava o número do próprio telefone ele dizia “Para que, se posso encontrá-lo na lista telefônica a hora que precisar!”.

Na Fé

Nenhum comentário:

Postar um comentário