terça-feira, 29 de junho de 2010

Aprendar: Nós de gravata

As gravatas apareceram em 1635, desde aquela época já causaram frisson entre as mulheres. Ela carrega uma imagem fetichista de masculinidade e poder.
Ao longo das décadas o tamanho e a largura das gravatas têm mudado muito.
As clássicas têm de 10 a 11 cm de largura. As mais comuns são encontradas de 8 a 9 cm. Já para os homens que gostam de ousar, a largura é a de 5 a 7 cm.
As melhores gravatas são feitas em seda. Por isso vale a pena o investimento, elas duram mais e não existe melhor caimento.
Você é daquele tipo de homem que sabe fazer um único nó ou é do tipo que entra em desespero e logo pede ajuda para seu vizinho ou porteiro?
Uma regra que não pode ser quebrada é onde a gravata deve terminar: no meio da fivela do cinto!
Se você quiser usar o prendedor de gravata, deve prendê-lo a uns 20 cm acima da ponta da gravata.
Quando o assunto é nó de gravata, você tem 4 opções: simples, duplo, semi- Windsor e Windsor
SIMPLES: o nome já diz tudo, é o preferido dos brasileiros e também o nó mais indicado para as gravatas estreitas (5 a 7 cm). Este nó é perfeito para ser usado com roupas slim fit (tudo mais justinho).
DUPLO: valoriza o visual, traz sofisticação e não é difícil de ser feito. Não se preocupe se um dos lados do nó ficar tortinho, isto é o charme dele. Por ter mais volume deve ser usado com colarinhos mais curtos e aberto.
SEMIWINDSOR: para este nó você precisa um pouco mais de treino, mas não se assuste, é possível aprender! É um nó muito chic, mostra poder no seu figurino.
WINDSOR: este é o nó do homem bem sucedido! Por ser mais gordinho, o nó Windsor deve ser usado com colarinho italiano, mais aberto, porque acomoda melhor o volume do nó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário