segunda-feira, 8 de março de 2010

Deus Não é Resto

Muitos cristão pensam que por Deus ser rico e grande não precisa de dinheiro e por isso dar restos que sobra como oferta. Quando damos nosso melhor a Deus, seje em oferta de dinheiro ou da nossa própria vida, estamos priorizado, o colocando em primeiro lugar na nossa vida. “Porque todos aqueles deram daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento” (Lucas 21:4).
Para Deus o que importa não é a quantidade que estamos depositando no altar, mas o valor dessa qualidade. Se uma coisa não tem valor algum para gente, que valor terá para Deus? Ele não quer nosso dinheiro, quer nosso coração. Se podemos dar uma oferta de 50 reais e damos uma moedinha, estamos dando nosso melhor? Claro que não.
Não quero enfatizar questão de dinheiro em igrejas, mas a forma que estamos tratando a Deus. Tudo que temos pertence a Deus, Ele entende nossas necessidades; como também sabe discernir quando estamos ofertando de todo coração.
Nossa maior oferta não está no dinheiro, nossa maior oferta é nossa própria vida. Podemos ofertar limpando a casa de Deus, isso mostra amor e carinho pela obra; podemos ofertar evangelizando, o que prova amor pelas almas; podemos ofertar com uma mensagem de conforto. Deus não fica satisfeito quando vamos à igreja só quando não temos nada pra fazer; quando oramos porque o pastor pediu; quando lemos a bíblia por obrigação; quando fazemos jejum porque é de costume, só para cumprir uma regra; quando ofertamos qualquer coisa só para mostrar que somos ofertantes.
Fazendo isso estamos dando restos, e Deus não gosta de sobra. E por isso que muitos cristãos não tem sido abençoados porque tem ofertado sobras. É melhor nem dar nada do que dar o pior; pois será em vão; Deus não recebe essas ofertas dadas de qualquer jeito, Ele fica é triste com essas atitudes. Você quer chamar a atenção de Deus?

Comece a dar seu melhor em todos os sentidos!

Na Fé

Nenhum comentário:

Postar um comentário